Contratos do governo de Omar são citados por deputado do AM e gera tensão na CPI da Covid


  • Compartilhar com:
  • Whatsapp
  • Email

A reunião da CPI da Covid-19 desta terça-feira, 29, se transformou em um campo de batalha entre o deputado Fausto Junior (MDB-AM) e o senador Omar Aziz (PSD). O deputado estadual foi convocado para falar sobre as investigações da CPI da Saúde de 2020 da Assembleia Legislativa do Amazonas.

Segundo o deputado, “a pandemia foi apenas um estopim dessa bomba relógio” na crise da Saúde do Amazonas. Fausto Jr evitou falar sobre a atuação do governo federal e, ao citar Omar, o deputado afirmou que a crise na Saúde se deu também pela má gestão de governos anteriores no estado.

Após Fausto citar que a CPI da Saúde do Amazonas identificou pagamentos indenizatórios de serviços na saúde entre os anos 2011 e 2014, período em que Omar foi governador do estado, o presidente da CPI da Covid questionou por que não havia sido indiciado pelo deputado.

Aziz disse que Fausto citava os pagamentos indenizatórios como “o maior crime do mundo” e afirmou que as contas dele como governador foram aprovadas pelo TCE-AM (Tribunal de Contas do Amazonas), que tem a mãe de Fausto como uma das conselheiras.

Em momento tenso da reunião, Fausto perguntou se Omar estava ameaçando ele de prisão. “Eu falo do seu governo e o senhor me ameaça de prisão? Estou sendo ameaçado, senador?”, questionou. Omar chegou a pedir para o deputado se comportar e não ficar nervoso.

No início da sessão, Omar disse que as investigações da CPI da Saúde “coincidentemente” alcançaram o período em que ele foi governador, e questionou se o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), tinha alguma contestação. O relator negou.

Os questionamentos do relator da CPI da Covid foram a respeito da crise de oxigênio registrada em janeiro deste ano, período em que a comissão da Assembleia Legislativa do Amazonas não atuou – ela começou em maio e terminou em setembro de 2020.

Ao responder a Omar, Fausto disse que “todos os governadores deveriam ser indiciados”. “O certo era pra todos os governadores, inclusive o ex-governador Omar Aziz. Todos têm participação”, afirmou o deputado estadual.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Handebol: seleção feminina encerra 1ª fase do Mundial com goleada

Handebol: seleção feminina encerra 1ª fase do M...



FGV divulga resultado definitivo das provas discursivas para o concurso do TCE-AM

FGV divulga resultado definitivo das provas discur...


Projeto cria cadastro nacional de pedófilos

Projeto cria cadastro nacional de pedófilos...