Fim da Era Adail em Coari e ainda, Assembleia segue fazendo jogadas e indica Josué Neto, para a vaga do Pai Josué Filho no TCE-AM


  • Compartilhar com:
  • Whatsapp
  • Email

Fim da era Adail em Coari
Acostumados a manipular tudo e todos, a era da Família Adail em Coari vai desmoronando, por ror unanimidade, os juízes eleitorais do TRE-AM cassaram o registro de candidatura do prefeito eleito de Coari, Adail Filho (Progressista).
A decisão em caráter definitivo (não cabe recurso), determinou ainda, nova eleição no município no prazo de 20 a 40 dias. O presidente da Câmara de deve assumir o comando da prefeitura do município até a posse do eleito.

 

Entenda o caso
O colegiado julgou um recurso eleitoral movido pela Coligação Ficha Limpa para Coari e pelo candidato a prefeito do município Robson Tiradentes (PSC), que contestou a decisão do juiz Fábio Alfaia, da 8ª Zona Eleitoral de Coari, que mesmo com o pedido, 
deferiu sem nenhuma analise, o registro de candidatura de Adail Filho

 

Terceiro Mandato
A coligação sustentou que Adail Filho estaria tentando o terceiro mandato sucessivo dentro do núcleo familiar, o que é proibido pelo Artigo 14 da Constituição Federal. Eles alegaram que 
Adail Pinheiro (pai) foi eleito em 2012 e Adail Filho venceu as eleições em 2016 e, por isso, não poderia ser candidato em 2020, a justiça acabou prevalecendo.
 
Arrogância e prepotência
Após ser reeleito Adail Filho, renunciou ao mandato que estava exercendo e entrou de férias. Ele acreditava que mais uma vez a justiça seria manipulada e o dinheiro iria mais uma vez falar mais alto.  

Coari é aqui na Assembleia
Cinco hora após o Conselheiro do TCE-AM Josué filho solicitar a aposentadoria, o filho dele o deputado estadual Josué Neto foi eleito por unanimidade, como o mais novo indicado do Legislativo, para sucede-lo, no cargo, numa manobra espetacular, como o Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

 

De Josué para Josué
Josué vai ocupar a vaga do seu pai, Josué Filho, que ingressou, com pedido de aposentadoria compulsória das atividades na Corte de Contas em razão da idade, a contar de 5 de abril de 2021. Vergonha total, sem dúvida com raras exceções, essa é um dos piores parlamentos já formado no Amazonas. 

 

Vergonha em Maués
Na reta final de atividades legislativas a Câmara Municipal de Maués investiu alto em material de limpeza e deve fechar o ano brilhando. O presidente da CMM  Simildon Antônio o “Simoca”, assinou aditivo de mais de R$ 41 mil a empresa E Q SILVA, para aquisição de material de limpeza, antes ele já havia liberado R$ 75, para alimentação e material de expediente.    

NOTÍCIAS RELACIONADAS