PT rasga a democracia e retira Sinésio da disputa da prefeitura de Manaus, Conselheiro chama Governador de ladrão e ainda vereadores querem acabar com os feriados em Manaus


  • Compartilhar com:
  • Whatsapp
  • Email

PT prega, mas não respeita a democracia interna

O partido dos trabalhadores que prega a democracia e chama o povo para as ruas, demostrou essa semana que “não prega o que fala”. O Diretório Nacional do PT escolheu, resolveu ignorar a escolha interna do diretório municipal que definiu o deputado Sinésio Campos como pré-candidato a prefeito de Manaus No lugar dele entra o deputado federal José Ricardo Na disputa local e “Democrática”, ele havia perdido para Sinésio Campos na eleição interna realizada em dois turnos.

Entenda a democracia do PT

Em maio o deputado estadual Sinésio Campos venceu, em eleição interna do Partido dos Trabalhadores, o deputado federal José Ricardo, e foi anunciado pré-candidato a prefeito de Manaus dos petistas, nas eleições municipais deste ano. A escolha foi feita em prévia organizada pela legenda. Além de José Ricardo, Sinésio disputou também contra o vereador Sassá da Construção. No primeiro turno da prévia, José Ricardo até venceu Sinésio por 21 votos a 20. Mas, como nenhum dos três alcançou o mínimo de 24 votos necessários como reza o regimento da sigla, o diretório petista partiu para o segundo turno. Tudo democraticamente e o deputado federal José Ricardo elogiando o pleito. Porém o jogo virou.
 
Apoio de Sassá

Terceiro colocado no pleito o vereador Sassá da Construção anunciou apoio a Sinésio Campos, que alcançou 25 votos dos delegados, José Ricardo terminou essa eleição interna com apenas oito votos. O deputado federal chegou a defender que o segundo turno não fosse realizado no mesmo dia, mas o seu pedido não foi aprovado. Além do apoio de Sassá no segundo turno, Sinésio Campos contou também com o apoio do presidente do diretório municipal do partido, o sindicalista Valdemir Santana. “Liguei para o José Ricardo e ele é uma pessoa extremamente importe para a nossa campanha à Prefeitura de Manaus”, disse Sinésio depois do resultado.
 
Debaixo da Democracia

Com mandato de deputado federal e mais próximo do diretório nacional José Ricardo recorreu a grande democrata Gleisi Hoffman e anulou a escolha municipal e levando a decisão para a nacional, que homologou o nome do deputado federal, colocando por terra, toda a pregação de partido democrata e criando um “Racha” local.

Conselheiro do TCE sobe o Tom

O conselheiro do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE/AM), Ari Moutinho Costa Júnior, elevou e muito o tom contra o Governo na sessão virtual e criticou o governador Wilson Lima (PSC), por conta do executivo, ter vetado a Lei do gás natural. O conselheiro também conseguiu unanimidade na Corte, para levar adiante um processo que investigue o Governo do Estado por suposto benefício a empresa Eneva, que atua na comercialização do gás natural.

Falta de investimento

Para o conselheiro o Amazonas precisa de investimentos e que pessoas serias a nível nacional estão tentando contribuir e pedindo ‘Pelo amor de Deus’ para investir no Amazonas. Eu nunca vi isso na minha vida, eu pedir “Pelo amor de Deus’ para dar emprego, renda, royalties. E esse governador analfabeto, imbecil, ladrão. Um homem que consegue transformar vinho em respirador, está rindo, dançando na cara do povo amazonense”, berrou o ex-presidente do TCE-AM

Mesmo acuado Wilson Lima rebate

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), que conseguiu transformar Vinho em respiradores, afirmou por meio de nota que acionará na Justiça o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Ari Moutinho Jr.

Projeto suspende feriados em Manaus
O Projeto de Lei do vereador Hiram Nicolau (PSD), suspende e pontos facultativos municipais, por doze meses, após a revogação do Estado de Calamidade Pública do município de Manaus. Para os vereadores esses feriados não afeta eles, pois trabalham três dias na semana e quando faltam, não sofrem descontos. A nobre proposta foi encaminhada para a Comissão de Finanças, Economia e Orçamento (CFEO).  O Projeto de Lei suspende seis feriados e um ponto facultativo municipal, no período de 12 meses, após a revogação do Decreto nº 4.787/2020, que declarou "Estado de Calamidade Pública" para enfrentamento à Covid-19, em Manaus.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

CAIXA ANTECIPA SAQUE DO AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA APROVADOS NO INÍCIO DE JUNHO

CAIXA ANTECIPA SAQUE DO AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA ...



Festival de Parintins 2020 será em Novembro

Festival de Parintins 2020 será em Novembro...


Bairro Parque 10 ganha novo espaço gastronômico

Bairro Parque 10 ganha novo espaço gastronômico...


Saúde dos olhos merece cuidado redobrado durante pandemia

Saúde dos olhos merece cuidado redobrado durante ...


Covid-19: HPS Delphina Aziz chega à milésima alta médica

Covid-19: HPS Delphina Aziz chega à milésima alt...



Detran-AM reabre Posto de Atendimento no Parque 10 Mall

Detran-AM reabre Posto de Atendimento no Parque 10...


MEC anuncia que Enem será em 17 e 24 de janeiro de 2021

MEC anuncia que Enem será em 17 e 24 de janeiro d...


Produção de Motocicletas atinge 78 mil unidades em junho e indica retomada

Produção de Motocicletas atinge 78 mil unidades ...