Aprovados no PSS são contratados e lotados pela Secretaria de Educação


  • Compartilhar com:
  • Whatsapp
  • Email

Com mais de 30 anos de profissão, a professora de Matemática, Aglair Melo, de 66 anos, foi uma dos 1.128 aprovados no Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, contratados em caráter temporário e emergencial para ano letivo de 2020. “Preciso para completar o tempo de serviço para aposentar e para complementar a renda”, diz ela sobre a razão de ter se inscrito no processo.

 

De todo tempo de experiência de Aglair, 29 anos foram dedicados à Escola Estadual Eunice Serrano. Ela lecionou também nas escolas Nilo Peçanha, Pedro Silvestre e Antenor Sarmento. A professora, que já deu aulas para os ensinos Fundamental e Médio, disse ter um carinho especial pelas turmas do Avançar.

 

“Eu acho que a falta de acompanhamento dos pais reflete muito no desempenho dos alunos, principalmente no Ensino Fundamental. Eu gosto muito do Avançar porque algumas vezes os pais também não tiveram ensino e acabam não conseguindo ajudar, então a gente desenvolve um trabalho e eles se dedicam, aprendem.  É claro que alguns deles são revoltados e têm outras questões, mas é só ter paciência e jeito”, afirma a professora.

 

Com um pouco menos de experiência que Aglair, mas com muita vontade de contribuir para a educação dos adolescentes, o professor Jair Matos, de 31 anos, também buscou no PSS um meio de complementar a renda. Ele é funcionário da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e pela Secretaria de Estado foi lotado para lecionar Matemática na Escola Estadual de Tempo Integral Marcantonio Vilaça, na zona norte de Manaus.

 

Matos diz que quer ajudar os alunos a entrar no Ensino Médio Técnico.  “Espero poder ajudá-los com muito raciocínio, muitas questões para resolver. Eu tenho mestrado em Matemática, então espero poder prepará-los para a Olimpíada de Matemática e para entrar na Fundação Matias Machline e Instituto Federal, caso eu pegue turmas do 9º ano”, frisa.

 

Atendimento – O Processo Seletivo foi feito pelo Cetam. À Secretaria de Estado de Educação cabe a verificação de documentos conforme o especificado no edital e a contratação dos candidatos.

 

O atendimento do aprovados na capital começou na sexta-feira (14/02) e segue até esta terça-feira (18/02). Os aprovados no interior começam a ser atendidos nesta segunda-feira (17/02), e o atendimento segue até a quarta-feira (19/02). Os aprovados são os candidatos inscritos para o ensino regular, mediado por tecnologia e especial. Os candidatos aprovados para a Educação Prisional e Indígena estão sendo verificados.

 

“Nosso atendimento começa às 8h e por ordem de classificação no processo. Se o candidato não estiver quando for chamado, ele vai para o final da fila. A partir da entrega da contratação e lotação, eles já podem ir para a escola exercer o efetivo exercício”, explica Marilene Remigio, responsável pela Gerência de Valorização do Servidor (Gervs).

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mas uma morte no Amazonas por coronavírus

Mas uma morte no Amazonas por coronavírus ...



Sobe para 80 os casos no Amazonas e FVS-AM agiliza coleta no Delphina

Sobe para 80 os casos no Amazonas e FVS-AM agiliza...



Caprichoso paga funcionários e acordos trabalhistas

Caprichoso paga funcionários e acordos trabalhist...


CORONAVÍRUS: Pacientes esperam mais de 24 horas para testes no Delphina Aziz

CORONAVÍRUS: Pacientes esperam mais de 24 horas p...


Amazonas tem 67 casos confirmados do novo coronavírus

Amazonas tem 67 casos confirmados do novo coronav...


ALÔ, BANCOS: PRECISAMOS DE AJUDA DE VERDADE!

ALÔ, BANCOS: PRECISAMOS DE AJUDA DE VERDADE!...


Saúde emocional: psicólogo explica como lidar com a ansiedade durante a quarentena

Saúde emocional: psicólogo explica como lidar co...