Águas de Manaus rebate criticas e diz que trabalho é planejado e ainda Amazonas Energia é condenada por APAGÃO


  • Compartilhar com:
  • Whatsapp
  • Email

Águas de Manaus

Esta semana eu fiz criticas a falta de planejamento a empresa Águas de Manaus, por realizar obras de tubulação no Conjunto águas Claras, sete meses após a Prefeitura de Manaus urbanizar por completo o local, a assessoria de imprensa da empresa, rebateu as criticas e disse que o trabalho é para beneficiar os moradores: Veja a Nota na Integra:


NOTA ÁGUAS DE MANAUS

A Águas de Manaus informa que a referida obra no conjunto Águas Claras, na zona Norte de Manaus, trata-se da implantação de novas redes de esgotamento sanitário. A região está recebendo 4,6 quilômetros de rede de esgoto, que vão beneficiar cerca de 2 mil moradores do Águas Claras.

A intervenção faz parte do plano de esgotamento sanitário e das melhorias do saneamento básico que a empresa tem promovido na cidade.  As novas redes serão interligadas a Estação de Tratamento de Esgoto Timbiras, na Cidade Nova, que é uma das maiores ETE´s do Norte do país. Na ETE Timbiras, todos os dejetos residenciais coletados passam por um rigoroso tratamento e são devolvidos para a natureza com pureza superior a 95%. A meta da Águas de Manaus é que, até 2030, 80% da capital amazonense possua cobertura dos serviços de coleta e tratamento de esgoto.  

A Águas de Manaus ainda destaca que mantém contato constante com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), para planejar intervenções do porte das que estão sendo realizadas no Águas Claras. Apenas 30% da região onde estão sendo implantadas as novas redes de esgoto possui asfalto recente. Entre elas, estão as ruas Salvio Belota e a Avenida Arterial (onde os trabalhos ainda não foram iniciados). O reaterro e recapeamento das vias onde as novas redes de esgoto foram implantadas é realizado, em média, em até 72h após a conclusão do serviço. 

A concessionária reforça o compromisso com a cidade e agradece a compreensão da população. Qualquer ocorrência que necessite intervenção da concessionária deve ser registrada em nossos canais oficiais de relacionamento com o cliente: SAC 0800-092-0195, Whatsapp 98264-0464, site 
aguasdemanaus.com.br, aplicativo Águas APP ou nos pontos físicos nos PAC´s e loja central da rua Leonardo Malcher.


Amazonas Energia é condenada

Apesar de ter sido condenada pela justiça por causa do apagão, que ocorreu no dia 12 de julho de 2013, a Amazonas Energia não vai pagar a multa, vocês acreditam em Papai Noel, pois é. Ela foi condenada pelo juiz Abraham Peixoto, da 16ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) a pagar indenização de R$ 2 milhões pelo blecaute que ocorreu em Manaus, Iranduba e em Manacapuru, no ano de 2013. 

O Apagão começou às 22h30, e voltou à normalidade por volta das 1h da manhã do dia seguinte, segundo o magistrado, causou prejuízos financeiros aos consumidores e também apresentou riscos na segurança pública e no trânsito. O interessante é que levou quase sete anos, para a condenação, no caso do Lula, a soltura dele foi rápida. 

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

BBB 20: Prova do líder será de sorte

BBB 20: Prova do líder será de sorte...


Sobe para 229 o número de casos confirmados de Covid-19 no Amazonas

Sobe para 229 o número de casos confirmados de Co...


Sou feliz por ter você assim mesmo “Autista”

Sou feliz por ter você assim mesmo “Autista”...



Hapvida inova em dispositivo de proteção médica no combate à Covid-19

Hapvida inova em dispositivo de proteção médica...


Coronavírus: Amazonas já soma 200 casos

Coronavírus: Amazonas já soma 200 casos ...


FIQUEM EM CASA, QUE NÓS ENTREGAREMOS!

FIQUEM EM CASA, QUE NÓS ENTREGAREMOS!...


Playlist Ouça os artistas do norte está disponível no Spotify

Playlist Ouça os artistas do norte está disponí...


Corpo de Bombeiros do Amazonas alerta sobre o uso correto do álcool 70% em casa

Corpo de Bombeiros do Amazonas alerta sobre o uso ...


Coronavírus: Amazonas tem 175 casos confirmados e três óbitos no Estado

Coronavírus: Amazonas tem 175 casos confirmados e...