Nicholas vira tempestade e leva chuva forte ao Texas e à Louisiana


  • Compartilhar com:
  • Whatsapp
  • Email

É segunda tempestade a atingir região nas últimas semanas

Chuvas fortes atingiram os estados norte-americanos do Texas e da Louisiana nesta terça-feira (14), quando o Furacão Nicholas regrediu para uma tempestade tropical, criando o risco de inundações e blecautes generalizados ao percorrer a Costa do Golfo dos Estados Unidos.

Trata-se da segunda grande tempestade a ameaçar a região nas últimas semanas --o Furacão Ida matou mais de duas dúzias de pessoas em agosto e devastou comunidades da Louisiana próximas de Nova Orleans.

O Nicholas, que chegou a ter a força de um furacão antes de enfraquecer, deve ficar mais fraco e se tornar uma depressão até amanhã (15), informou o Centro Nacional de Furacões (NHC).

Mas ele ainda pode causar marés de tempestade possivelmente mortais nos próximos dois dias, alertou a agência.

O Nicholas estava cerca de 25 quilômetros a sul-sudoeste de Houston, no Texas, às 7h locais, e seguia para o norte-nordeste com ventos contínuos máximos de 95 quilômetros por hora, informou o NHC em boletim.

O presidente dos EUA, Joe Biden, declarou emergência na Louisiana e determinou assistência federal para os socorristas locais por causa dos efeitos do Nicholas, disse a Casa Branca.

A tempestade também pode desligar a eletricidade e atrapalhar os esforços de reforma depois de o Furacão Ida interromper o fornecimento de energia na Louisiana.

Na manhã de hoje, mais de 95 mil moradores da Louisiana e mais de 345 mil moradores do Texas enfrentavam blecautes, mostrou o site PowerOutage.us.

"Ele será uma tempestade de passagem muito lenta pelo estado do Texas, que durará vários dias e desencadeará uma quantidade tremenda de chuva", disse o governador do Texas, Greg Abbott, nessa segunda-feira.

Abbott declarou estado de emergência em 17 condados e três cidades, e equipes de resgate de barco e helicópteros estão sendo acionadas ou mantidas de prontidão.

Citando alertas de inundação, o prefeito de Houston, Sylvester Turner, pediu aos cerca de 2,3 milhões de habitantes que mantenham distância das ruas e rodovias.

"Levem as coisas a sério e se preparem", disse Turner em entrevista coletiva. "Isso é essencialmente um evento de chuva, e não sabemos quanta chuva teremos."

O distrito escolar independente de Houston cancelou as aulas de hoje, e muitas escolas dos dois estados fecharam ontem.

Modelos do Serviço Nacional do Clima preveem precipitação total do Nicholas que irá de 41 centímetros em áreas litorâneas do Texas a 51 centímetros em outros locais.

Fonte: AgenciaBrasil