Foto Divulgação

 

A Polícia Civil do Amazonas, por meio das equipes do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), em conjunto com servidores lotados no Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da instituição, deflagrou na madrugada desta quarta-feira (20/3), por volta das 2h30, no bairro Puraquequara, zona leste de Manaus, ação policial que resultou nas prisões, em flagrante, de cinco indivíduos com cerca de 400 quilos de drogas, entre cocaína e maconha, avaliados em R$ 4 milhões.

O resultado da ação foi apresentado na manhã de hoje (20/3), durante coletiva de imprensa, e contou com as presenças do delegado-geral da instituição, Lázaro Ramos, e dos delegados Paulo Mavignier e George Gomes, diretores, respectivamente, do Denarc e DPM. Na ocasião, foram apresentados o colombiano Cristian Miranha Seno, 23; Ermilio Marinho de Araújo Filho, 45; Jorge Fernando Uchoa dos Santos, 29; Júnior Vasques Pezo, 28, e Ranoir Souza Araújo, 39.

Durante a coletiva, Lázaro Ramos falou sobre a ação. “Esse é um trabalho constante que a Polícia Civil vem realizando. Hoje, obtivemos êxito na ação realizada entre os policiais do Denarc e DPM. Nosso objetivo é retirar cada vez mais de circulação essas drogas que chegam aqui na capital por meio dos rios”, disse o delegado-geral.

Investigação - De acordo com o delegado Paulo Mavignier, na terça-feira (19/3), a equipe de investigação do departamento tomou conhecimento de que alguns indivíduos iriam realizar o transporte de uma grande quantidade de substâncias entorpecentes nas imediações da Vila do Puraquequara. Ao longo dos trabalhos, os policiais civis identificaram, ainda, que seriam utilizados para o transporte das drogas dois veículos da montadora Fiat, sendo uma picape modelo Toro, de cor vermelha, e outro modelo Siena, de cor prata.

Conforme a autoridade policial, a partir dessas informações os policiais civis se deslocaram até o local mencionado na denúncia e montaram campana. Por volta das 2h30 desta quarta-feira, as equipes avistaram a saída dos veículos de um ramal situado na estrada do Puraquequara e realizaram a abordagem aos condutores dos carros.

“Tínhamos a informação de que estava chegando às margens do Lago do Puraquequara uma lancha com carregamento de drogas. Identificamos os veículos que fariam a condução dessas substâncias. Nossas equipes foram posicionadas e quando estavam saindo do lugar fizemos a contenção. O motorista da picape tentou empreender fuga, houve um acompanhamento tático, momento em que o condutor do carro bateu o veículo em um poste. Mais na frente conseguimos fazer a abordagem do outro condutor, que estava com mais dois indivíduos. Eles dariam apoio no transporte dessa droga”, explicou Mavignier.

Durante a primeira abordagem, as equipes conseguiram prender Jorge e o colombiano Cristian. No interior da picape, os policiais civis encontram sacos pretos contendo 400 quilos de drogas, entre cocaína e maconha do tipo skunk, avaliados em R$ 4 milhões. No outro veículo interceptado pelos policiais estavam Ermilio, Ranoir e Júnior.

O diretor do Denarc informou que, durante depoimento na base do departamento, os infratores relataram que as drogas chegaram em uma lancha vinda do Município de Tabatinga (distante 1.108 quilômetros em linha reta da capital). Ainda durante as oitivas, foi identificado, também, que Cristian foi um dos indivíduos que trouxe as drogas na embarcação.  

O diretor do DPM enfatizou as ações integradas da instituição. “Vários departamentos estão atuando em conjunto para combater o grande e o pequeno tráfico de drogas na cidade. Trabalhamos essa madrugada junto com o Denarc, que tinha todas as informações necessárias. A logística foi tanto do DPM, quanto do Denarc, a fim de obtermos um resultado satisfatório”, declarou o delegado George Gomes.

Flagrante - Cristian, Ermilio, Jorge, Júnior e Ranoir foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis na base do Denarc, eles serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.   


Coluna Ari Mota

Facebook

Parceiros